sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Bolo "Filho de Rei"!

Ao bolo desta história chamavam-lhe "Rei", o que o enchia de orgulho! Alegre, colorido e especialmente apetitoso, apreciado por muitos, o seu lugar na mesa era de destaque, como cabia a um "Bolo Rei"! 
Talvez por ser tão admirado, acabava muitas vezes sózinho sobre a mesa e aos poucos perdia o brilho e a frescura!
Então decidiu que já era tempo de ceder o seu lugar a alguém mais jovem, fresco e tenro, mas quem?
Quem o poderia suceder sem que o votassem ao esquecimento?
Somente um filho seria a solução!
Então o "Bolo Rei", como todos os pais, ofereceu o seu coração ao filho...e ele nasceu, um pequeno príncipe..."Filho de Rei"!



A tradição dita que o "Bolo Rei" tem que estar presente na mesa de Natal! Assim é , mas invariavelmente vai ficando e ficando até que...já não apetece! Solução?
Do velho se faz novo, poderia ser "Bolo Rei Reciclado", mas prefiro chamar-lhe "Filho de Rei".


Ingredientes:

400 g de "Bolo Rei" triturado (usei a picadora);
100 g de açúcar;
6 tamanho L;
2 colheres de sopa de farinha;
1 colher de chá de fermento em pó;
100 g de  frutos secos (pinhões, avelãs, nozes);
1/2 colher de café  de gengibre em pó;
1/2 colher de café de noz moscada em pó;
2 maçãs;
1 colher de chá de fermento em pó;
canela em pó q.b.


Execução

Batem-se as gemas com o açúcar, muito bem, até ficar um creme fofo e esbranquiçado, com cerca do triplo do volume inicial. 
Adiciona-se, aos poucos, as migalhas de bolo rei, mexendo sempre.
Juntam-se os frutos secos, a farinha, o gengibre e a noz moscada. 
Se a massa estiver muito espessa e difícil de mexer, acrescente um pouco de leite (2 a 4 colheres de sopa). 
Batem-se as claras em castelo firme e envolvem-se com uma espátula lentamente na massa.
Coloca-se na forma, préviamente untada e dispõem-se por cima a maçã cortada em gomos finos.
Vai ao forno, pré aquecido a 180º C, durante cerca de 35 a 40 minutos. 
Verifica-se se está cozido fazendo o teste do palito.


Não tencionava fazer um blogue de culinária, mas precisava de registar algumas experiências que vou fazendo...quando resultam, claro! Esta resultou muito bem.
Reaproveitou-se o Bolo Rei e não sobrou nem migalha!
Com este bolo vou participar no concurso "Coisas doces para saborear até ao dia de Reis" no blogue Cinco Quartos de Laranja.

8 comentários:

  1. Eu tive o privilégio de provar (e comer...) e garanto que estava uma delícia.
    Parabéns ao Príncipe, que se deixou comer, e à minha Princesa, que o confecionou magistralmente.
    Quando te apetecer podes fazer mais, eu compro o bolo rei e como o bolo príncipe! É um excelente contributo!!!

    ResponderEliminar
  2. Chamei-lhe "Filho de Rei", porque verifiquei que "Bolo Príncipe" já existe, é um outro bolo!
    Pela rapidez com que desapareceu...acho que o Rei ficou um bocadinho invejoso,ihihih!

    ResponderEliminar
  3. Não te conhecia esta faceta de "fada do lar" ;) mas gostei e já podes contar comigo a "seguir-te"... bom ano e boas receitas!

    ResponderEliminar
  4. continuação de boas receitas...o meu marido agradece, tb gosta de fazer uns bons prtaos como tu!:-)

    ResponderEliminar
  5. Aproveitei a dica, fiz e ficou bom. Parabéns pela iniciativa.

    ResponderEliminar
  6. Helena,
    o teu bolo ficou lindo. Adorei a ideia de transformar o bolo rei, num filho! :)

    Um beijinho e bom ano novo.

    ResponderEliminar
  7. Olá Lenita!
    Adorei esta receita.
    Fantástica ideia! Muita criatividade. Parabéns! :)
    É uma excelente receita para a minha iniciativa, queres participar? :)
    http://chez-sonia.blogspot.pt/2013/01/4-iniciativa-tudo-se-transforma.html
    Beijinho!*

    ResponderEliminar