sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Sobre Mim

Olá!



Chamo-me Helena Rosa Gonçalves, mas sou Lenita para os amigos e familiares.
Natural de Lisboa, resido no distrito de Viana do Castelo, num lindo país chamado Portugal.
Educadora de infância de profissão, descobri que a culinária me trás momentos muito prazenteiros.
Nunca imaginei quando iniciei este blogue que ele iria ser tão importante para mim! Criando no final de 2011, quase que por brincadeira, com ele descobri um mundo novo, repleto de blogues de culinária e de pessoas fantásticas. Descobri também novas paixões: a confeção de pão,  de sobremesas, a possibilidade de dar largas à criatividade,  o gosto pela fotografia e, especialmente, o prazer de partilhar as minhas experiências.
O meu interesse pela culinária tem vindo a crescer,  numa espiral de aprendizagem e descoberta constantes.
Eu não fui uma amante da cozinha "desde pequenina", aliás em pequena eu detestava comer! O meu sonho de infância era que um dia inventassem comprimidos que substituíssem por completo as refeições, tal era a minha aversão ao "sentar à mesa e comer"!
Porém guardo recordações maravilhosas de momentos que eu adorava: os dias passados em Alenquer, na casa da minha avó Rosa que me deixava amassar com ela o pão e brincar com um pouco de massa (o melhor pão que algum dia comi), enrolar pequenos biscoitos com formas diversas, fazer o queijo apertando em pequenas formas o leite talhado, depenar as aves da capoeira... Com o meu avô Onofre adorava colher maças, uvas e pêras numa viagem que se fazia de burro! A época das vindimas era uma euforia total e pisar as uvas uma enorme brincadeira. Guardo memória de tantos cheiros e paladares, a fruta a secar, os doces a ferver...
Aqui no Minho, na casa do meu avô Zé, era com a tia Lena que ia para o campo, em cima do carro de vacas, com ela tentei aprender a mugir, algo que a vaca não parecia apreciar. Adorava os momentos passados à volta da masseira, onde se preparava a massa da broa, as matanças do porco e toda a azafama da confeção de iguarias e enchidos que se lhe seguia.
A minha mãe ensinou-me as receitas básicas da cozinha caserinha e confortável,  o meu pai reservava o seu talento para dias especiais, quando se faziam pestiscadas de caracóis, o cabrito assado e tantas outras maravilhas que lhe saiam das mãos. Infelizmente não tive tempo para aprender com ele, partiu deste mundo demasiado cedo.
Estas foram certamente as sementes, que tardiamente desabrocharam e me transportaram para o fascinante mundo da gastronomia.
Quando precisei mesmo de cozinhar o meu grande mestre foi o chefe Silva através das "Teleculinárias" que colecionei durante muito tempo, logo depois a Maria de Lurdes Modesto introduziu-me na "Cozinha Tradicional Portuguesa" e as Selecções alargaram-me horizontes com os "Doze Meses de Cozinha".
Hoje a minha cozinha é pequena para albergar todos os materiais de que me vou rodeando e colecionando. Uma tábua velha e bichada é uma relíquia,  um prato antigo um tesouro, muitas das coisas que outrora eram "lixo" e deitava fora, hoje "choro" por não as ter guardado, pois são elas que tornam as fotos interessantes!
Sonho com uma capoeira, uma horta biológica, uma cozinha de campo com um forno a lenha... (ah! e com a kitchenaid) e se há uns anos atrás me dissessem que isto aconteceria, certamente daria umas boas gargalhadas de incredulidade!
Um dia gostava de entrar nas casas das gentes do campo, que ainda guardam a sabedoria na ponta dos dedos e fazem verdadeiras maravilhas, como o pão rústico, tão bom!
Quem sabe um dia... sonhar faz tão bem!



Todo o conteúdo deste blogue  e fotos são da minha autoria, se o pretenderem utilizar deverão pedir permissão.





7 comentários:

  1. Ola Helena, estamos curiosos para saber qual a receita da sobremesa que aparece no topo do BLog!!!! Se pudesse dizer-me agradecia. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o Flaugnarde de Frutos do Bosque, está no separador "Pudins".

      http://tentacoesobreamesa.blogspot.pt/2012/03/flaugnarde-de-frutos-do-bosque.html

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Olá Helena, eu também sou Helena Gonçalves e também detestava comer quando era pequena :)
    temos muito em comum lol
    O seu blog tem-me inspirado imenso!
    Parabéns

    ResponderEliminar
  4. Parabéns! Tem muito bom GOSTO!
    São receitas criativas, fáceis de um modo geral, apetitosas e com uma apresentação...
    Sugiro-lhe a correção de uma gralha "...descobri que a culinária me TRAZ.." (verbo trazer).

    ResponderEliminar
  5. ola sou cubana mais agora vivo em Portugal gostei imenso de seu blog e todas as recitas, gostaria também de algum dia ter uma casa no campo e fazer essas maravilhas de pão
    parabéns.

    ResponderEliminar
  6. O que vim a descobrir de ti? As paixões surgidas na vida...sem as forçar...são aquelas que mais perduram!

    ResponderEliminar